Monitoramento mostra nível do rio Madeira caindo mais de um metro em cinco dias

6
Nível do rio Madeira está baixo, em Porto Velho, oferece risco à navegação noturna

O rio Madeira registrou queda de 1,53m na altura do município amazonense de Humaitá, no sul do Amazonas. Segundo o novo boletim da Agência Nacional de Águas, o nível saiu de 16,37m para 14,84m entre a última quinta-feira, 30 de maio, e esta segunda-feira (3). Na capital de Rondônia, Porto Velho, o rio Madeira saiu de 8,31 metros em 30 de maio para 7,79 metros nesta segunda-feira, queda de 41 centímetros. A medição ocorre em meio a previsões de uma estiagem mais severa após a seca recorde de 2023.

No ano passado, o ritmo foi semelhante em Rondônia: em 30 de maio de 2023, o Madeira estava em 11,23m, caindo para 10,66m em 2 de junho, diferença de 57 centímetros na área de Porto Velho. Em Humaitá, a queda foi de apenas quatro centímetros nas mesmas datas: o rio caiu de 18,72m para 18,68, bem menos acentuada que a diferença de 2024.

s níveis de outros rios que também compõem a Bacia Amazônica registraram índices de queda desde a última quinta-feira. O rio Solimões, segundo dados divulgados pela Praticagem dos Rios Ocidentais da Amazônia (Proa), registrou queda de dois centímetros em dois dias na cidade peruana de Iquitos, onde o curso d’água nasce. Entre 29 de maio e 2 de junho, o nível do rio caiu 33 centímetros em Tabatinga, chegando a 9,86 metros.

Fonte: A Crítica

Deixe seu comentário