Marcos Rocha é esperado para confronto no SBT; candidatura de Cassol agoniza na primeira semana

107
Governador reeleito Marcos Rocha

O governador Marcos Rocha (União Brasil) é esperado pelos seus adversários políticos para o confronto de ideias no debate da TV Allamanda, afiliada do SBT, que acontece no dia 17 de setembro, às 18 horas. Rocha não compareceu no primeiro debate realizado na quinta-feira (11/08) na Band, atribuindo ao candidato uma avalanche de memes na internet. A assessoria do governador informou que Marcos Rocha havia feito compromisso anteriormente e por isso não compareceu.

O primeiro debate na Band foi marcado com ataques contra a gestão Marcos Rocha. A maioria dos ataques partiu do candidato Léo Moraes (Podemos) com críticas na educação. Daniel Pereira (Patriota), Marcos Rogério (PL), Pimenta de Rondônia (PSOL) e Val Queiroz (PMB) participaram do primeiro confronto e apresentaram à população de Porto Velho um resumo do plano de governo.

Candidatura de Cassol agoniza

O ex-governador Ivo Cassol também não compareceu ao debate. Alegando compromissos agendados anteriormente, o ex-governador apareceu depois em um vídeo com o presidente Jair Bolsonaro (PL) em um encontro do PP em Brasília. A candidata ao Senado Jaqueline Cassol (PP) também compareceu ao evento.

Cassol disputa a eleição por meio de liminar, concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Marques. A concessão da liminar a Cassol gerou um clima de constrangimento entre ministros no STF.

Cassol foi condenado pelo STF, em 2013, pelo crime de fraude a licitações ocorridas quando foi prefeito de Rolim de Moura (RO), entre 1998 e 2002.  A pena imposta, ​integralmente cumprida por Cassol, foi de quatro anos de detenção, em regime aberto, substituída por pena restritiva de direitos (prestação de serviços à comunidade) e multa de R$ 201 mil.​ ​Em dezembro de 2020 foi declarada extinta a pena, mas mantida a suspensão dos seus direitos políticos.

O progressista ingressou com pedido de revisão criminal, concedido por Marques no dia 4 de agosto.

A ministra Carmen Lúcia, relatora do processo, submeteu o tema para discussão em plenário. Durante a sessão nesta semana, o ministro Alexandre de Moraes pediu vista do processo e o caso deve ser retomado para análise do plenário nesta semana.

O prazo para pedido de registro de candidatura junto ao Tribunal Regional Eleitoral expira nesta segunda-feira (15/08). Ainda nesta segurada-feira, vence o prazo para o ex-governador apresentar certidão de elegibilidade (que está apto a disputar às eleições) ao juiz Edenir Sebastião.

ISOLADO

O PP foi o único partido a caminhar sozinho nestas eleições. O nome de Ivo Cassol foi homologado no dia 4 de agosto em convenção em Rolim de Moura juntamente com Jaqueline Cassol, irmã do governador. A chapa de Cassol tem como vice o empresário José Genaro (PP), que também pode ter o nome barrado pela Justiça Eleitoral. Ele precisa apresentar comprovante de quitação por não comparecimento às urnas nas últimas eleições.

LEIA AINDA:

Ivo Cassol tem três dias para apresentar ao TRE-RO existência de inegibilidade | Valor & Mercado RO (valoremercadoro.com.br)

Cinco candidatos ao governo confirmam participação no primeiro debate na Band | Valor & Mercado RO (valoremercadoro.com.br)

Fonte: Valor&MercadoRO

Deixe seu comentário