Aneel assina contrato de expansão de linha de transmissão entre Rondônia e Acre

6
Contrato prevê linha de transmissão de 230 kV com 305 km entre Abunã e Rio Branco nos estados de RO e AC

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), representada pelo diretor-geral André Pepitone, assinou nesta segunda-feira (4/10) contratos de concessão de empreendimentos de transmissão que irão resultar em investimentos da ordem de R$ 1,3 bilhão. Um dos contratos beneficia Rondônia.

Rondônia, segundo apurou o site, tem o maior projeto que  é o lote 1, contemplando uma linha de transmissão de 230 kV com 305 km entre Abunã e Rio Branco nos estados de RO e AC, respectivamente.

A cerimônia realizada no Ministério de Minas e Energia (MME) contou com a presença do ministro Bento Albuquerque, do diretor relator do edital do leilão, Sandoval Feitosa, da diretora Elisa Bastos, do diretor Hélvio Guerra, do secretário de Energia Elétrica, Christiano Vieira, além dos representantes das empresas vencedoras do certame.

Durante a cerimônia, o diretor-geral André Pepitone destacou que “o sucesso do leilão reflete a confiança  dos investidores no setor elétrico, demonstração clara dessa contribuição para a retomada do crescimento econômico do País”.   Segundo ele,  a expansão do segmento de transmissão “é resultado da construção de um ambiente de negócios estável, com transparência, previsibilidade, respeito a contratos, regras atrativas para investimentos e que proporciona clima de confiança”.

Os empreendimentos, com prazo de conclusão de 36 a 60 meses, contemplarão seis estados – Acre, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo e Tocantins. Estima-se a criação de 3.057 empregos diretos. Serão 515 quilômetros (km) de linhas de transmissão e de 2.600 megavolt-ampéres (MVA) de potência de subestações.

O deságio médio obtido no certame foi de 48,12% ao preço inicial ofertado. Isso significa que a receita dos empreendedores para exploração dos investimentos ficará menor que o previsto inicialmente, contribuindo para modicidade tarifária de energia.

A MEZ Energia e Participações Ltda. arrematou dois dos cinco lotes (Lotes 3 e 5) no certame. O maior deságio do leilão, de 62,8% ocorreu no lote 4, arrematado pela Energisa Transmissão de Energia S/A. A EDP Energias do Brasil foi a vencedora do Lote 1 (com a RAP mais alta, de R$ 36,6 milhões) e a Shanghai Shemar Power Holdings Co. Ltd. arrematou o Lote 2.

Fonte: Annel e Redação
Deixe seu comentário
Publicidade