Alexandre de Moraes mandou bloquear perfis 27 vezes sem dizer qual crime foi cometido

37
Ministro Alexandre de Moraes manifestou seu voto na sessão desta quinta-feira

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, usou ao menos 27 vezes a Assessoria Especial de Enfrentamento à Desinformação (AEED) para pautar decisões que determinaram a remoção de perfis e conteúdos considerados desinformativos, sem indicar quais crimes foram cometidos por eles.

O órgão ligado ao TSE, atualmente presidido por Alexandre de Moraes, é mencionado pelo magistrado como o responsável por identificar a publicação de informações possivelmente falsas nas redes sociais e acionar a Justiça.

A AEED foi citada 40 vezes no relatório publicado pela Comissão de Assuntos Judiciários da Câmara dos Deputados dos EUA, sendo que em 27 casos determinou a derrubada de perfis e 4 vezes estabeleceu a reativação de perfis suspensos.

Entre os alvos das decisões estão os deputados federais Marcel Van Hattem (Novo-RS), Gustavo Gayer (PL-GO), Carla Zambelli (PL-SP) e o influenciador Monark.

Fonte: Gazeta Brasil

Deixe seu comentário