Projeto de construção de ponte no rio Guaporé terá custo de R$ 250 milhões, informa Dnit

Durante reunião, os deputados defenderam a necessidade da interligação terrestre do dois países, por meio de 425, na região de Costa Marques, e a utilização dos rios da região

21
Município boliviano de Guayaramerín, na fronteira com o município de Guajará-Mirim

O projeto de construção da ponte sobre o rio Guaporé, na região de Guajará-Mirim, terá um custo orçamentário de R$ 250 milhões e depende do apoio da bancada federal de Rondônia. O dinheiro terá de ser destinado por emendas parlamentares – recursos que os parlamentares terão direito de indicar no orçamento da União de 2022.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (22) pela superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) em Rondônia ao deputado estadual Neidson Soares (PMN-Guajará), ocasião da visita de uma comitiva de deputados estaduais da Bolívia em Porto Velho.

Durante reunião, os deputados defenderam a necessidade da interligação terrestre do dois países, por meio de 425, na região de Costa Marques, e a utilização dos rios da região. O superintendente do Sebrae, Daniel Pereira, disse que a região da Bolívia é rica na produção de castanha e madeira. Hoje parte dessa mercadoria é transportada para outros países por meio do Porto Graneleiro.

O projeto de construção da ponte binacional é antigo e já foi levado ao conhecimento da presidência da República, ocasião em que Jair Bolsonaro garantiu a viabilidade da construção da ponte no rio Guaporé.

Fonte: valoremercadoro.com.br

LEIA AINDA:

Nova ponte sobre o rio Guaporé desperta interesse de vários empresários de Rondônia

Deixe seu comentário
Publicidade