O candidato que estabelecer uma conexão autêntica com eleitor definirá o pleito de 2024

19

Ivan de Lara

À medida que nos aproximamos das eleições de 2024, as ações dos possíveis candidatos se intensificam. No entanto, no universo do marketing político, onde muitos têm um pouco de conhecimento, destaca-se quem realmente consegue se conectar com as pautas do eleitor. Nem sempre os políticos conseguem atender a esses anseios de representatividade a cada eleição.

Analisando esse contexto, de olho na prefeitura de nossa capital de Rondônia, já se observam vários nomes de figuras públicas em pré-campanha. Contudo, dois nomes, Mariana Carvalho e Fernando Máximo, são mencionados com frequência, representando não apenas trajetórias e estratégias distintas, mas também os desafios e oportunidades que moldam a política na capital rondoniense.

Mariana Carvalho, profundamente alinhada com o prefeito Hildon Chaves e sua administração bem-sucedida à frente da prefeitura de Porto Velho, enfrenta o desafio crucial de se conectar com um eleitorado que deseja ver refletidas suas principais pautas e valores. A experiência e a imagem positiva de Hildon, com suas duas gestões marcadas por avanços significativos, podem ser um trunfo para Mariana. No entanto, sua capacidade de ir além da associação com uma gestão bem-avaliada e criar uma narrativa que ressoe genuinamente com as expectativas do povo será determinante em sua pretensa campanha para a prefeitura. Isso se torna evidente ao lembrarmos que, na eleição para o Senado Federal em 2022, Mariana não conseguiu se conectar totalmente com a agenda do eleitor rondoniense, optando por manter-se neutra em algumas pautas da extrema direita, que na época dominavam os anseios da maioria da população do estado, e isso pode ter sido um dos fundamentos de sua derrota.

Por outro lado, o deputado federal Fernando Máximo traz o peso de sua atuação na saúde e uma presença marcante nas redes sociais com abordagens das pautas da direita bolsonarista. Foi o deputado federal mais votado de Rondônia em 2022, no entanto, ele enfrenta o desafio de ampliar sua narrativa pessoal para englobar mais diretamente as histórias, os anseios e as esperanças dos moradores de Porto Velho. Em uma cidade onde o segundo turno é praticamente uma certeza, cada gesto, cada palavra e cada postagem nas redes sociais devem ser meticulosamente planejados para construir pontes sólidas com o eleitorado.

Enquanto a campanha para a prefeitura de Porto Velho se desenha, torna-se claro que tanto Mariana quanto Fernando, assim como os demais candidatos que devem entrar na disputa, precisam mais do que nunca de uma estratégia que priorize a escuta ativa, a empatia e a ação alinhada com as verdadeiras necessidades e desejos do povo, e neste pleito isso vai além das pautas que definiram as eleições estaduais de 2022. Nesse contexto, a autenticidade não é apenas uma estratégia, mas o pilar central de uma campanha que busca não apenas vencer uma eleição, mas também conquistar o coração e a confiança dos eleitores.

A conexão genuína acontecerá somente para o candidato que realmente deseja ouvir os anseios das pessoas. Tanto para quem pretende disputar o cargo de prefeito quanto de vereador, essa conexão é essencial. Ouvir, entender o que as pessoas realmente pensam e desejam não é mais apenas um passo para alcançar o objetivo, mas uma obrigação para todos aqueles que desejam realmente ter sucesso nas eleições de 2024.

Caro leitor, se quiser ter acesso a conteúdos sobre marketing político com insights e estratégias para uma campanha verdadeiramente conectada e bem-sucedida, só me procurar nas redes sociais.

 

  • O autor é jornalista, gestor público e consultor em comunicação governamental e marketing político.
Deixe seu comentário