Morte do presidente do Irã vai desencadear uma disputa de poder de alto risco

13
Foto: Escritório do presidente do Irã/ AP

Em meio a uma guerra regional, o regime teocrático iraniano terá pouco tempo para encontrar um candidato de consenso, enfrentando disputas internas e desconfianças entre religiosos e militares.

Três anos atrás, quando Ebrahim Raisi assumiu a presidência em uma eleição manipulada, alguns iranianos acreditaram que isso seria um passo para uma posição mais elevada. Com Ali Khamenei, o líder supremo envelhecido e doente, próximo da morte, Raisi esperava substituí-lo. No entanto, a história tomou um rumo inesperado. Em vez de catapultá-lo ao cargo mais alto do Irã, sua presidência lhe custou a vida.

Em meio a uma guerra regional, o regime teocrático iraniano terá pouco tempo para encontrar um candidato de consenso, enfrentando disputas internas e desconfianças entre religiosos e militares.

Três anos atrás, quando Ebrahim Raisi assumiu a presidência em uma eleição manipulada, alguns iranianos acreditaram que isso seria um passo para uma posição mais elevada. Com Ali Khamenei, o líder supremo envelhecido e doente, próximo da morte, Raisi esperava substituí-lo. No entanto, a história tomou um rumo inesperado. Em vez de catapultá-lo ao cargo mais alto do Irã, sua presidência lhe custou a vida.

Fonte: Terra Brasil

Deixe seu comentário