Megapartido: Fusão União Brasil e PP pode reunir Marcos Rocha e Ivo Cassol

173
O governador reeleito Marcos Rocha não participou da reunião desta segunda-feira em Brasília. Foto Thyago Rorentz

A federação partidária do União Brasil com PP já foi adiada duas vezes, e agora novamente prometida para a próxima semana. Caso a federalização  se consolide na próxima semana, quem ficará no comando da legenda será o governador Marcos Rocha (UB).

Segundo apurou o site, a federalização deverá reunir o ex-governador Ivo Cassol (PP). Na eleição de outubro, o PP declarou apoio à reeleição do governador Marcos Rocha. O PP indicou o advogado Luiz Paulo para o comando da Secretaria de Agricultura do Estado. Luiz é esposo da ex-deputada Jaqueline Cassol, irmão de Ivo.

O União Brasil elegeu o maior número de parlamentares na Câmara Federal: José Clemente, o popular Lebrão, Cristiane Lopes, Fernando Máximo e Maurício Carvalho.

O futuro megapartido contaria com 108 deputados federais, 15 senadores e 5 governadores, caso todos permaneçam filiados. O partidão “UB-PP” estaria apto a receber por volta de 22% dos fundões; cerca de R$1,35 bilhão num ano eleitoral como 2022, por exemplo.

Fonte: Valor&MercadoRO

Confira a lista dos deputados de Rondônia que assinaram CPMI do 8 de janeiro | Valor & Mercado RO (valoremercadoro.com.br)

 

Deixe seu comentário