Léo Moraes é pré-candidato a prefeito de Porto Velho com o aval do CPA

67
Léo Moraes, diretor do Detran, deIxou o Detran na tarde de ontem. Foto: Valor&MercadoRO

O diretor geral do Detran, Léo Moraes (Podemos) já disse a diversas pessoas e pediu segredo: ele deixa o cargo na próxima semana para assumir a pré-candidatura a prefeito de Porto Velho, e fará isso com o aval do CPA. Ele também deverá indicar seu sucessor, após a eleição volta para o Detran se perder, e ainda deixará seu pessoal nos cargos comissionados durante a campanha.

Nos bastidores políticos o comentário é que o deputado federal Mauricio Carvalho (UB-RO) teria dito que só vai acreditar quando vir Léo Moraes indicando seu substituto no Detran. Todos os que contaram o que está acontecendo pediram segredo, mas o Entrelinhas não é baú para ficar guardando essas coisas.

Pelo que apurou o Entrelinhas, de acordo com o atual cenário, Léo Moraes terá o apoio de aproximadamente dois terços do CPA. O um terço restante deverá ir com a pré-candidata Mariana Carvalho (UB). A turma do CPA não pode apoiar Léo Moraes declaradamente, ou corre o risco de perder o comando do União Brasil. Se não tiverem o devido cuidado, o próximo presidente será Mauricio Carvalho, e isso pode acontecer rápido.

É claro que esse apoio não envolve funcionários efetivos que trabalham no CPA e não têm função gratificada. Esses, apesar de trabalharem no estado, não integram a máquina do governo em uma campanha.

O blog também apurou que o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Cruz (PRTB), está com conversas muito avançadas com Léo Moraes. A equipe do Entrelinhas chegou a conversar com o deputado por telefone, mas quando perguntou sobre um vídeo que ele teria gravado declarando apoio a Léo, Marcelo ficou em silêncio.

ma fonte revelou ao blog que Marcelo Cruz não ficou contente com a revelação da existência do vídeo, e está querendo saber qual assessor contou sobre a gravação. No que depender do Entrelinhas, ele não vai saber. E o tal do vídeo ainda não apareceu, provavelmente porque Léo Moraes só utilizará o material após deixar o Detran.

Nos bastidores políticos dizem que Léo Moraes ficaria muito forte se conseguisse o apoio do presidete do PSB, o advogado Vinícius Miguel. Acontece que não existe a menor possibilidade de algo assim se concretizar. Vincius está fortalecendo o PSB, e é pré-candidato a prefeito de Porto Velho também, mas é outro que não fala isso em público.

Nas últimas eleições municipais, Vinicius Miguel poderia ter ido para o segundo turno com o prefeito Hildon Chaves, que foi reeleito. Acontece que no final do primeiro turno, Léo Moraes anunciou apoio a Cristiane Lopes. A turma de Léo Moraes foi para as ruas pedir votos para Cristiane. É claro que Vinicius não deixará isso barato.

Insatisfação

De acordo com o que circula nos corredores do CPA, o PL deverá indicar o pré-candidato a vice de Mariana Carvalho. Isso fortaleceria a pré-candidatura. Essa aproximação teria desagradado o governador, que vê seu principal adversário no presidente estadual do PL, o senador Marcos Rogério.

Marcos Rocha já anunciou que renuncia ao mandato em 2026 para ser candidato ao Senado. O senador Marcos Rogério deverá ser candidato à reeleição.

Também dizem que o deputado Marcelo Cruz só não tem o apoio do CPA porque ainda não pediu. As coisas estão esquentando.

Há quem diga pelos corredores do CPA que foram dados alguns tiros no pé nas articulações políticas para essas eleições, e que agora existe a tentativa de corrigir isso.

Todos os que foram citados negarão tudo o que está nesse artigo, é claro. Podem ser considerar ouvidos, e já está automaticamente registrado que estão dizendo que isso não está acontecendo.

Fonte: Blog Entrelinhas

Deixe seu comentário