EDITORIAL: Construção do novo HEURO vai turbinar eleições municipais em Rondônia

45
Deputado eleito e diplomado Fernando Máximo discursa durante solenidade do TRE

Tema bastante criticado pela oposição ao governador reeleito Marcos Rocha (União Brasil) nas eleições de 2022, o novo Hospital de Urgência e Emergência de Rondônia (HEURO), será entregue à população de Porto Velho em 2024, período em que os eleitores retornam às urnas para eleger prefeitos e vereadores.

Essa previsão de entrega da obra não é oficial, mas foi confirmada durante ato de diplomação, na última quinta-feira (15.12) pelo deputado federal eleito Fernando Máximo, ex-secretário de Saúde da gestão Marcos Rocha. Deputado mais votado do Estado, Máximo é filiado ao União Brasil e graça a sua expressiva votação (84.604 votos), garantiu mais duas vagas na legenda, elegendo Cristiana Lopes e José Clemente, o popular Lebrão.

O HEURO teve a pedra fundamental lançada em abril deste ano pelo governador Marcos Rocha e o Secretario de Saúde na época, Fernando Máximo. A obra, que recebeu sinal verde do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO) ocorre por meio de por meio de um consórcio de empresas para elaboração e aprovação do projeto e a construção da nova unidade de saúde, seguindo-se da locação, no modelo Built to Suit – BTS.

O governador Marcos Rocha bate o martelo durante leilão da Bolsa de Valores em São Paulo e comemora o resultado do certame

Segundo o chefe do Executivo Estadual, esta é uma obra de grande envergadura, cujo projeto contempla nada menos que 399 leitos, um centro cirúrgico com 10 salas de cirurgias, 64 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além de ambulatório, laboratório, refeitório, cozinha e outros ambientes necessários ao seu bom funcionamento, que estarão funcionando em sua plenitude num prazo de dois anos e seis meses, a partir da data de assinatura do contrato e liberação da Ordem de Serviço.

O descaso com a saúde que culminou com uma longa fila de espera formada por mais de 190 mil pessoas por consulta e cirurgias médicas, dominou o tom dos debates nas eleições deste ano e será prioridade do governador reeleito Marcos Rocha no segundo mandato.

A população de Rondônia ainda sofre para marcar consultas e realizar cirurgias. Ainda é comum encontrar nas BRs ambulâncias transportando pacientes do interior do Estado para Porto Velho. O ex-governador e atual senador Confúcio Moura, não conseguiu resolver o problema da saúde no Estado. Médico, Confúcio prometeu retirar os pacientes do chão dos corredores do Hospital João Paulo II, em Porto Velho, mas encerrou seu segundo ano de mandato sem cumprir a promessa.

Rocha entra no segundo mandato com a missão de entregar o novo HEURO equipado e em pleno funcionamento. Se fizer isso ainda na gestão, será um forte candidato ao Senado com chances reais de ser o mais votado.

Redação Valor&MercadoRO

Deixe seu comentário