TRE-RO identifica inconsistências nas despesas de campanha do PT

72
Sede do TRE em Rondônia; Foto Valor&MercadoRO

O Tribunal Regional Eleitoral (TER-RO), por meio da Comissão de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias, identificou uma série de inconsistências na prestação de contas relativa à arrecadação e aplicação de recursos financeiros na campanha eleitoral de 2022.

Uma análise preliminar da Comissão Externa identificou que o Diretório Estadual não destinou o valor mínimo do Fundo Partidário relativa à cota de candidaturas de pessoas negras, contrariando resolução do TSE.

Foram identificadas inconsistências nas despesas pagas com recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) e divergências entre a movimentação financeira registrada na prestação de contas e a registrada nos extratos eletrônicos.

A Comissão de Exame de Contas Eleitorais detectou divergências entre as informações relativas às doações constantes da prestação de contas final e aquelas constantes da prestação de contas parcial, frustrando a execução tempestiva das medidas de controle concomitante, transparência e fiscalização.

Nas eleições passada, o PT apoio a candidatura ao governo do ex-governador Daniel Pereira e indicou o ex-deputado federal Anselmo de Jesus, presidente regional da legenda, para o cargo de vice-governador, em uma ampla Frente de Esquerda.

Eis o número do processo: 0601649-61.2022.6.22.0000.

Leia ainda:

PSB se une a Frente de Esquerda e apoia Daniel Pereira ao governo

Fonte: Valor&MercadoRO

Deixe seu comentário