TRE-RO analisa ação por abuso eleitoral contra alta cúpula da prefeitura de Porto Velho

88
Sede do TRE em Rondônia; Foto Valor&MercadoRO

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RO) começou a analisar nesta sexta-feira (19/08) ação de investigação judicial por abuso de poder eleitoral contra secretários e ex-secretários de primeiro escalão do prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB) em benefício de Expedito Júnior (PSD), na época candidato ao governo de Rondônia nas eleições de 2018.

O prefeito e vários secretários estão no polo passivo da ação movida pela Procuradoria Regional Eleitoral.

Nesta sexta-feira, o  relator do processo, desembargador Mônico Miguel apresentou em plenário relatório pelo provimento parcial da ação.

Por se tratar de uma ação de investigação bem complexa e diante do surgimento de novas informações apresentadas por advogados durante sustentação oral, o juiz Clênio Amorim decidiu pedir vista ao processo. Pelo regimento interno do TRE, não há prazo para retomada da análise da ação em plenário.

Banco de dados da prefeitura foram utilizados

Consta no processo da ação de investigação por abuso eleitoral que durante as eleições de 2018 foram utilizadas informações do banco de dados de famílias de baixa renda beneficiadas com programas sociais . As informações em poder de gestores do município serviram para captar votos em residências de famílias contempladas com moradias entregues pela prefeitura.

Ainda segundo a Procuradoria Regional Eleitoral, secretários municipais exigiram que servidores comissionados participassem de um encontro político no Clube Kabanas para reunião com o prefeito Hildon Chaves. A mobilização de servidores aconteceu por meio de um grupo de Watts App, conforme consta na ação, e serviu para adesivagem de veículos.

Fonte: Valor&MercadoRO

 

Deixe seu comentário