Produção de inhame na região do Vale do Guaporé deixa produtores otimistas com a colheita

7
Região do Vale do Guaporé conta com uma área plantada com inhame de aproximadamente dois mil hectares. (Foto Flávio Gonçalves)

Consolidada como excelente fonte de renda para produtores rurais da região do Vale do Guaporé, a cultura do inhame vem ganhando cada vez mais novos empreendedores. Hoje são mais de 60 famílias que se dedicam ao plantio, garantindo produção suficiente para abastecer o comércio dentro e fora do Estado. A expectativa para este ano é boa e os produtores rurais estão otimistas com a colheita que foi iniciada esta semana.

Os primeiros resultados com o investimento no inhame deram-se em meados de 2016, quando os agricultores familiares perceberam que era possível obter alta produtividade da cultura mesmo em pequenas áreas. Outro atrativo foi o preço do produto e a facilidade de sua comercialização em novos mercados que se expandiam com a chegada de novos investidores em busca do produto para exportação.

Foi possível perceber desde então, um aumento no número de produtores interessados no cultivo do inhame e no fortalecimento da produção, principalmente ao redor da BR-429, na região do Vale do Guaporé, que já desponta como uma das principais regiões produtoras de Rondônia.

A colheita deste este ano teve início neste mês de maio, no município de São Francisco do Guaporé e, segundo o engenheiro agrônomo Flávio Gonçalves, supervisor da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) na região, “se estende aos municípios de Alvorada do Oeste, São Miguel do Guaporé, Seringueiras e Costa Marques, que são os municípios que compõem o entorno da BR-429”.

Fonte: Secom

Deixe seu comentário
Publicidade