Poderes e entidades buscam alternativa para rever aumento da alíquota do ICMS em Rondônia

30
Sede do Palácio do Governo de Rondônia. Foto: Daiana Mendonça

Poderes e entidades se reúnem na próxima segunda-feira (16.10), no Centro Político Administrativo (CPA), para tratar do projeto de lei de autoria do Estado que trata do aumento da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Rondônia. A reunião está sendo articulada com a participação de entidades, setores do agronegócio, deputados e secretários de Estado.

Na última terça-feira, o governador Marcos Rocha (UB) encaminhou para análise da Assembleia Legislativa projeto de lei que trata do aumento da alíquota do ICMS de 17% para 21%.

Nas redes sociais, parlamentares se manifestaram em relação ao aumento da alíquota do imposto. “É preciso encontrar um termo de equilíbrio para tomar decisões junto com entidades. Já foi aberto esse diálogo para ser revisto essa votação. É importante que seja ajustado e a participação das entidades é de grande relevância essa discussão”, disse o deputado Alex Redano (Republicanos-Ariquemes).

Em nota, a Associação Comercial de Rondônia (ACR) parabenizou o presidente Marcelo Cruz (Patriota) pela decisão e a todos 14 deputados que deram apoio contra o projeto. “Em nome do líder do Governo deputado Laerte Gomes (PSD), agradecer ao governo pelo entendimento que é o melhor caminho”.

Ainda de acordo com a nota, “foi muito importante a união do setor produtivo de RO, que juntos se manifestaram através de diversas maneiras levando aos nossos parlamentares e governo as nossas dificuldades e o que estes projetos podem desencadear de ruim ao estado.”

A ACR acrescenta que agora a missão passa a ser sobre o aprovado do ICMS, que inicia com uma reunião, já chamada pelo governo, para segunda feira. “A todos parlamentares nossos agradecimentos e ao Governo de RO obrigado por entender e desde já nos colocamos a disposição para juntos termos um ambiente produtivo favorável e previsível.”, diz o documento

Fonte: Redação Valor&MercadoRO

Deixe seu comentário