Lira pede escolta da PF a Amom, alvo de ameaças por ligar SSP a facções

17
O deputado Amom Mandel (Cidadania-AM) Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), enviou ontem (16), um ofício à Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas, pedindo que policiais federais escoltem o deputado Amom Mandel (Cidadania-AM) em compromissos do parlamentar em seu estado. No documento, Lira justifica a necessidade da medida, citando que o deputado tem sido “constante alvo de crimes de ameaça e constrangimentos ilegais”.

No último dia 4, Amon denunciou ter sido alvo de tentativa de intimidação, em abordagem policial, depois de denunciar à PF o suposto envolvimento de membros da alta cúpula da Secretaria Segurança Pública do Amazonas (SSP/AM), bem como da Administração Penitenciária, e da Polícia Militar com organizações criminosas e o tráfico de drogas. O parlamentar chegou a afirmar que ficou em “regime de reclusão, obedecendo as orientações de segurança recomendadas pelas autoridades, até ocorrerem as próximas etapas da investigação, que está em sigilo”.

“À vista da gravidade dos ilícitos e da necessidade de assegurar o livre exercício do mandato parlamentar, solicito a Vossa Senhoria a adoção de todas as medidas necessárias a garantir a segurança do congressista”, disse Lira, no ofício enviado ao delegado do setor de inteligência da PF no Amazonas, Celso Antônio Vieira Paiva Junior.

Foto: Diário do Poder

 

Deixe seu comentário