Infraestrutura do Estado é debatida durante reunião na Faperon

28
O presidente da Faperon, Hélio Dias. Foto: Andre Fernando

Na manhã desta sexta-feira, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (Faperon), Hélio Dias, e o senador Confúcio Moura protagonizaram uma reunião estratégica no auditório da Faperon. O encontro teve como foco principal discutir melhorias cruciais na infraestrutura logística do corredor de exportação da BR 364 e da hidrovia do Rio Madeira.

O ponto destacado na reunião foi o plano de investimento, concessão e leilão do trecho Vilhena/Porto Velho, que representa um marco significativo para o futuro desenvolvimento econômico dos estados de Rondônia e Mato Grosso.

O presidente Hélio Dias ressaltou a importância estratégica dessa iniciativa, afirmando que “melhorias na infraestrutura logística são fundamentais para impulsionar o desenvolvimento econômico de Rondônia e Mato Grosso”. Ele destacou ainda que a otimização do corredor de exportação da BR 364 e a potencial expansão da hidrovia do Rio Madeira têm o potencial de fortalecer a posição desses estados no cenário nacional e internacional.

Um dos pontos-chave da discussão foi a necessidade de intervenção do senador Confúcio Moura junto ao MT/DNIT para promover audiências públicas nas principais cidades ao longo do trecho da BR 364. Essas audiências, segundo o presidente da Faperon, não apenas trariam transparência ao processo, mas também possibilitariam a participação ativa da comunidade, garantindo que suas necessidades e preocupações sejam consideradas no desenvolvimento desse projeto estratégico.

A obra proposta vai além de uma questão de infraestrutura; é vista como um investimento no crescimento sustentável, no fortalecimento econômico e na melhoria da qualidade de vida para os cidadãos de Rondônia e Mato Grosso. A expectativa é que essa iniciativa não apenas facilite o tráfego e o escoamento, mas também abra novas oportunidades para o comércio e a indústria, consolidando esses estados como protagonistas no panorama logístico nacional. A proposta agora segue para novas etapas de discussão e implementação, com a expectativa de impactar positivamente a região nos próximos anos.

Fonte: Faperon

Deixe seu comentário