Governo de Rondônia anula decreto que criou estação ecológica Soldado da Borracha

89
Operação Arigós, deflagrada pelo Ministério Público aconteceu na área em junho de 2022

O governador Marcos Rocha (UB) assinou nesta sexta-feira (28/10) decreto reconhecendo nulo a criação da Estação Ecológica Soldado da Borracha nos municípios de Porto Velho e Cujubim. Na área existe mais de 700 famílias que deveriam ser indenizadas pelo Estado. As indenizações, segundo apurou o site, somariam algo em torno de R$ 3,2 bilhões.

A criação da Estação Ecológica Soldado da Borracha ocorreu por meio do decreto nº 22.690, assinado pelo ex-governador Confúcio Moura (MDB), em 20 de março de 2018.

Estação é alvo de vários crimes ambientais

A região Soldado da Borracha já foi alvo de várias operações deflagrada pelo Ministério Público do Estado. No dia 14 de junho deste ano, foi deflagrada a operação Arigós, para investigar um grupo suspeito de praticar crimes ambientais na unidade de conservação Estação Ecológica Soldados da Borracha.

Segundo investigação, o grupo criminoso investigado já causou um dano ambiental de 9.684 hectares, o equivalente a quase 9 mil campos de futebol. O dano ambiental praticado pelo grupo já pode chegar aos R$ 345 milhões.

A ação teve a participação do Ministério Público de Rondônia (MPRO), Delegacia de Repressão aos Crimes contra o Meio Ambiente (DERCCMA), Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (SEDAM), Núcleo de Operações Aéreas da Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (NOA) e Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (BOPE).

Fonte: Redação Valor&Mercado

Deixe seu comentário