Diretório do Agir é impedido de receber recursos do fundo partidário

82
Ex-candidato ao governo de Rondônia, Valclei Queiroz, é presidente do Agir em Ronônia

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RO), por meio do juiz relator Walisson Gonçalves, julgou como não prestada a prestação de contas do Diretório Regional do AGIR, sigla comanda no Estado pelo presidente Valclei Queiroz da Silva.

Segundo relatório do juiz, o partido não teve movimentação financeira no exercício de 2021, mas deixou de prestar contas.  “A obrigação de prestar contas à Justiça Eleitoral permanece, e sua omissão acarreta o julgamento de contas não prestadas”.

De acordo com relatório do juiz eleitoral, o julgamento das contas partidárias “como não prestadas importa na suspensão do repasse das cotas do Fundo Partidário e Fundo Especial de Financiamento de Campanha enquanto permanecer a inadimplência”.

Valclei Queiroz disputou as eleições de 2022 ao cargo de governador. Durante a eleição, ele atraiu a atenção do eleitorado durante debates. Conhecido como comendador, ele informou à Justiça Eletoral ter R$ 3,1 milhões em patrimônio, divididos entre uma empresa avaliada em R$ 2 milhões, lotes rurais, uma casa e um veículo.

Fonte: Valor&MercadoRO

Deixe seu comentário