Deputado diz que vai propor nova CPI para investigar usinas do Madeira

40
Usina de Jirau, localizada em Porto Velho, Rondônia

O deputado estadual Jair Montes (Avante) disse nesta segunda-feira (6) que vai propor a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as irregularidades e apontar os prejuízos causados aos pescadores pela usinas do Rio Madeira, em Porto Velho. O anúncio foi feito após o parlamentar ouvir as demandas dos pescadores durante audiência pública na Assembleia Legislativa de Rondônia.

A decisão foi tomada principalmente porque, apesar de convidados, não compareceram à audiência os representantes das usinas de Santo Antônio e Jirau, e representantes da Secretaria de Estado do Meio Ambiente. A ausência de representantes da Sedam foi criticada pelos pescadores.

“Com CPI ganhamos poder de polícia e não convidaremos mais. Vamos convocar e chegar naquilo que a usina se comprometeu com os pescadores. Vamos fazer que nem com a Energisa, que hoje está rindo, mas depois vai chorar, pois encaminhamos o caso à Polícia Federal com pedidos de indiciamentos”, anunciou o parlamentar.

O deputado Jair Montes citou, ainda, que as usinas contratam as melhores bancas de advogados e vão protelando o processo. “O que importa é a ganância do dinheiro. Vamos buscar tudo o que foi prometido aos pescadores”, acrescentou.

O parlamentar lembrou que, aos 14 anos, trabalhava como lavador de peixe. “O presidente da Colônia dos Pescadores era Antonio Colares. Tínhamos nosso peixe todo natural. Vinha diversos tipos de peixe misturados nas caixas. Tínhamos uma caixa de geladeira, onde o pescado era colocado. Eu lavava os peixes e ganhava três ou quatro quilos para levar para casa. Convivi com a fartura do peixe”, relembrou.

A Assembleia de Rondônia já instalou uma CPI contra as usinas.

Fonte: Redação e Assessoria

Deixe seu comentário
Publicidade