CPI tenta notificar prefeito de Candeias Valteir Gomes

212
Controle da prefeitura estaria por traz dos bastidores da renúncia do presidente da Câmara. Foto: Divulgação

A Comissão Parlamentar Inquérito (CPI) vai tentar pela segunda vez,  notificar o prefeito de Candeias, Valteir Geraldo Gomes (União Brasil), acusado de vários indícios de irregularidades administrativas. A notificação é o primeiro ato da CPI após ser instalada na Câmara de Vereadores na última segunda-feira (17.04).

Pesam contra o prefeito as seguintes denúncias:

  • Gastos Milionários e Superfaturados com empresas que “prestam Serviços Terceirizados chegando a mais de R$ 10 milhões por ano;
  • Realizou a Abertura de crédito através de Remanejamento sem autorização da Câmara . Municipal infringindo as leis vigentes;
  • Tem demonstrado descaso com os compromissos financeiros do município, pelo não pagamentos de Dividas realizadas em seu governo como Faturas de Energia, Rescisão de Servidores, Folha de Pagamento de servidores em , atraso e outras obrigações de débitos (passivos financeiros)
  • Operação de Crédito através de empréstimo em mais de R$ 2 milhões sem autorização do TCERO

A comissão tem como presidente o vereador Júnior Silva (PP), relator Paulo Macário e Kária Meira, que ocupa a função de membro da CPI.

 

Leia ainda:

TCE-RO recomenda a prefeito de Candeias suspender contrato de R$ 52 milhões

Notificado pelo MPT, prefeito de Candeias deve se abster de coagir servidores nas eleições

Fonte: Redação Valor&MercadoRO

 

 

Deixe seu comentário