Câncer da próstata é o mais incidente na região Norte, aponta INCA

28
Fachada do Hospital de Amor da Amazônia, em Porto Velho. Foto Daiana Mendonça

O câncer da próstata é o mais incidente em 2023 na região Norte (28,40/100 mil) e Nordeste (73,28/100 mi), segundo pesquisa divulgada pelo INCA – Instituto Nacional de Câncer. Em segundo lugar está o câncer de mama feminina (Norte: 24,99/100 mil; Nordeste: 52,20/100 mil) e câncer do colo do útero (Norte: 20,48/100 mil; Nordeste: 17,59/100 mil).

As informações são da publicação Estimativa 2023 – Incidência de Câncer no Brasil, O tumor maligno mais incidente no Brasil é o de pele não melanoma (31,3% do total de casos), seguido pelos de mama feminina (10,5%), próstata (10,2%), cólon e reto (6,5%), pulmão (4,6%) e estômago (3,1%).

Em Rondônia, segundo as estimativas para este ano, serão 32% de casos registrados de câncer da próstata até o final ano e 35,36%% de casos de câncer de mama (veja o gráfico).

Foto: INCA

Em homens, o câncer de próstata é predominante em todas as regiões, totalizando 72 mil casos novos estimados a cada ano do próximo triênio, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Nas regiões de maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), os tumores malignos de cólon e reto ocupam a segunda ou a terceira posição, sendo que, nas de menor IDH, o câncer de estômago é o segundo ou o terceiro mais frequente entre a população masculina.

Já nas mulheres, o câncer de mama é o mais incidente (depois do de pele não melanoma), com 74 mil casos novos previstos por ano até 2025. Nas regiões mais desenvolvidas, em seguida vem o câncer colorretal, mas, nas de menor IDH, o câncer do colo do útero ocupa essa posição.

Em Rondônia, o Hospital de Amor é referência no tratamento da doença.

Fonte: Redação Valor&Mercado com informações do INCA

Deixe seu comentário