Marcos Rogério critica indiciamento de Bolsonaro por suspeita sobre cartão de vacina

11
Senador Marcos Rogério

Em pronunciamento no Plenário, o senador Marcos Rogério (PL-RO) criticou alguns colegas por celebrarem o indiciamento do ex-presidente Jair Bolsonaro pela falsificação do certificado de vacinação contra covid-19. O senador questionou a lógica por trás da ação da Polícia Federal, já que Bolsonaro sempre declarou publicamente sua posição sobre a vacina.

— Existe neste país algum brasileiro que desconhece a afirmação do ex-presidente Bolsonaro sobre a vacina da covid, se ele tomou ou não tomou? Algum brasileiro tem dúvidas sobre a posição de Bolsonaro? Ele já disse aos quatro cantos do Brasil e do mundo: “Eu não tomei a vacina”. O Presidente não precisava do cartão de vacina para entrar em nenhum país do mundo. A filha dele não precisava do cartão de vacina para entrar em nenhum país do mundo — afirmou Marcos Rogério nesta quarta-feira (20).

Além disso, o parlamentar condenou a tentativa de ligar a fraude do cartão de vacina aos eventos de 8 de janeiro, durante os quais as sedes dos Três Poderes foram tomadas por descontentes com a eleição de Lula a presidente da República. Para o senador, o atual cenário político é um “golpe das narrativas”, onde a verdade é distorcida em prol de interesses políticos. Na opinião do parlamentar, Bolsonaro está sendo alvo de “perseguição política”, em razão da posição política e da influência que exerce:

— O Brasil passou por um golpe, está passando por um golpe. É o golpe da narrativa. Nós, que estivemos naquela CPI da Pandemia, presenciamos isso. Narrativa todo dia, de manhã, de tarde e de noite. Narrativas! Não importam os fatos, o que importa é a versão que se dá a eles.

Fonte: Agência Senado

Deixe seu comentário