Eleições 2024 desafiam representação feminina em Rondônia

18
Plenário da Câmara de Vereadores de Porto Velho

Da reportagem local – Dos 52 municípios de Rondônia, 15 cidades não elegeram vereadoras nas eleições de 2020, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Estatísticas da Justiça Eleitoral revelam que nas duas últimas eleições houve uma queda de 58,82% na sub-representação feminina casas legislativas municipais.

Em Porto Velho, apenas duas mulheres foram reeleitas: Márcia Socorrista (PP) e Elis Regina (PODE). Nas eleições de 2016, foram quatro vereadoras eleitas para Câmara de Vereadores de Porto Velho: Cristiane Lopes (União Brasil), Joena Holde (MDB), Elis Regina e Ada Dantas.

Câmara de Porto Velho passará a ter 23 cadeiras nas eleições de 2024

Para este ano, a composição de cadeiras no parlamento municipal será de 23. O plenário da Casa de Leis aprovou, em 2022 projeto alterando o artigo 45 da Lei Orgânica do Município elevando o número de cadeiras de 21 para 23.

Maior número de candidatas

A partir da análise dos números disponíveis na página Estatísticas do TSE, é possível afirmar que, em 20 anos, entre as Eleições Municipais de 2000 e 2020, mais do que dobrou o número de candidatas aos pleitos para o cargo de vereador, passando de 70,4 mil [em 2000] para 180 mil mulheres [em 2020] em todo o país. Na comparação entre essas duas eleições, foi identificado, ainda, um aumento de 33,3% na quantidade de eleitas para o posto de vereadora.

Reeleição feminina

O número de mulheres que tentaram ser reeleitas em prefeituras municipais também cresceu: um aumento de 90 pontos percentuais em 2020 se comparado ao número de 2004. Vereadoras, prefeitas e vice-prefeitas que tentam a reeleição sempre estiveram, proporcionalmente, em menor quantidade se comparadas aos homens.

Prefeita de Ariquemes, Carla Redano. Foto: divulgação

Quase 90% dos candidatos ao executivo municipal eram do gênero masculino em 2020, mesmo com o segundo maior registro de tentativas femininas desde 2004: 3.108 mulheres disputando a reeleição no último pleito municipal. Em Ariquemes, a prefeita Carla Redano (União Brasil) busca reeleição em 2024. As últimas pesquisas de intenção de votos apontaram ela em vantagem na disputa pela reeleição.

Prefeitas eleitas em 2020

Buritis

Eleita vereadora do município de Buritis, em Rondônia, Nayara Oliveira, de 19 anos, teve a quarta maior votação para o cargo na cidade. A candidata do partido Republicanos, foi a única mulher eleita no município, onde conquistou 347 votos (2,46% do total). Segundo Nayara, que foi jovem senadora por Rondônia em 2019, o Programa Jovem Senador foi um divisor de águas em sua vida e despertou seu interesse pela política.

Nayara foi eleita vereadora mais jovem em Rondônia. Foto: Agência Senado

“Nunca passou na minha mente ser uma candidata de fato, pleitear um cargo, enfim, nada relacionado a política na prática. Mas com o Jovem Senador, com a semana presencial em Brasília, surgiu em mim um interesse. Eu comecei a ver a política por outros olhos, aliás, a ver a sua importância para nossa sociedade, para nossa nação”, disse.

Atuação política

A vereadora eleita relatou que não foi fácil decidir entrar na política aos 19 anos. Isso porque, paralelamente, ela havia obtido pontuação suficiente no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para cursar o que ela desejava na faculdade: economia, gestão pública ou direito. Com a carreira política em curso, por ora ela decidiu fazer um curso superior a distância em serviços jurídicos cartorários e notariais, e futuramente pretende se dedicar aos cursos de seu interesse.

Fonte: Valor&MecadoRO, TSE, G1 e Agência Brasil

Leia ainda:

Câmara de Porto Velho passará a ter 23 cadeiras nas eleições de 2024

 

Deixe seu comentário