CNA sedia “Rondônia Day Brasília” e apresenta as potencialidades do Estado

46
Governador Marcos Rocha durante abertura do evento em Brasília

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil sediou, na quinta (2), o “Rondônia Day Brasília”. O evento foi realizado pelo governo do estado, por meio da Secretaria de Estado e Desenvolvimento Econômico (Sedec), em parceria com CNA e Sebrae, para mostrar as potencialidades do agro regional e divulgar o Rondônia Rural Show, feira que acontece de 22 a 27 de maio, em Ji-Paraná.

Estiveram presentes no encontro o governador de Rondônia, Marcos Rocha, o vice-governador, Sérgio Gonçalves, o ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, o secretário de Agricultura, Luiz Paulo da Silva, presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Cruz (Patriotas) a diretora de Relações Internacionais da CNA, Sueme Mori, o presidente da Comissão Nacional de Aquicultura, Francisco Hidalgo Farina, além de parlamentares, embaixadores, representantes de embaixadas e adidos agrícolas.

Na abertura, o governador Marcos Rocha destacou o desenvolvimento econômico do estado nos últimos anos, mesmo durante a pandemia. “O mundo está de olho no nosso potencial. Então vamos trabalhar para fortalecer a região e ampliar a competitividade”.

Segundo a diretora de Relações Internacionais da CNA, Sueme Mori, o mundo inteiro olha com atenção para o Brasil e para a Amazônia. Rondônia faz parte dos estados que compõem a região e tem um alto potencial agropecuário em diversas cadeias, como pecuária, grãos e café.

Sueme também falou da necessidade de diversificar a pauta exportadora brasileira do agro que hoje está concentrada em poucos produtos. “O setor de pescados tem se destacado em alguns estados, a exemplo de Rondônia. O Brasil já é referência no mundo em outras proteínas, então sem dúvida o próximo caminho é investir no pescado”.

O presidente da Comissão Nacional de Aquicultura da CNA, Francisco Hidalgo Farina, falou sobre o potencial de Rondônia na produção de pescado. “O peixe é a proteína mais consumida no mundo, mas ainda é a que o Brasil menos produz. Precisamos trabalhar essa cadeia e mostrar que podemos produzir esse alimento com segurança”.

Ao falar sobre as potencialidades de Rondônia, o vice-governador e também secretário de Desenvolvimento Econômico, Sérgio Goncalves, afirmou que o objetivo do atual governo é colocar o estado no mapa de investimentos do país. No encerramento do encontro, o secretário da Agricultura de Rondônia, Luiz Paulo da Silva Batista, apresentou a 10ª edição da feira Rondônia Rural Show. Considerada a maior feira do agro na região Norte do país, movimentou no ano passado R$ 2,6 bilhões em negócios e recebeu mais de 232 mil visitantes.

Fonte: CNA

Deixe seu comentário