Usina de Tabajara tem previsão de entrar em operação em 2029, diz estudo do Ministério de Minas e Energia

Segundo o documento, a usina terá capacidade de produzir 400 MW de energia limpa e atender toda a região no entorno dos municípios de Machadinho, Vale do Anari e distritos. 

224
Vista da região de Tabajara, distrito do município de Machadinho do Oeste, em Rondônia, onde será construído o empreendimento

Porto Velho, Rondônia – A Usina de Tabajara está na lista de prioridades do governo federal e tem previsão de entrar em operação em 2029, diz os Estudos do Plano Decenal de Expansão de Energia 2030, produzido pelo Ministério de Minas e Energia. O documento foi divulgado nesta terça-feira (20) pelo órgão federal e aponta outros investimentos no Brasil

Segundo apurou o site valoremercadoro.com,br, a usina terá capacidade de produzir 400 MW de energia limpa e atender toda a região no entorno dos municípios de Machadinho, Vale do Anari e distritos.

Em dezembro de 2020, a A Justiça Federal barrou a audiência pública virtual programada para acontecer no dia 11 para tratar sobre o licenciamento ambiental para construção da usina.

O pedido de cancelamento atendeu uma solicitação do Ministério Público Federal e Estadual. A audiência virtual foi convocada pelo Ibama e na época o MPF alegou que as comunidades afetadas não teriam acesso à internet.

O empreendimento será construído em Machadinho do Oeste, no distrito de Tabajara, bacia do Rio Ji-Paraná.

Veja o estudo completo:

Estudos do Plano Decenal de Expansão de Energia 2030

Fonte: Redação

Deixe seu comentário
Publicidade