Treze termoelétricas serão desativadas em Rondônia até 2025

As regiões deixarão de consumir energia desses sistemas de geração isolados e serão conectadas ao Sistema Interligado Nacional (SIN)

3
As regiões deixarão de consumir energia desses sistemas de geração isolados e serão conectadas ao Sistema Interligado Nacional (SIN)

Porto Velho, Rondônia – Pelo menos 13 termoelétricas de Rondônia serão desativadas até 2025, segundo apurou o site valoremercadoro.com.br. O projeto de desativação das térmicas teve início em 2019 e tem previsão para desligar até 2025, 19 plantas, sendo 13 em Rondônia, 5 no Acre e 1 no Pará.

As regiões deixarão de consumir energia desses sistemas de geração isolados e serão conectadas ao Sistema Interligado Nacional (SIN), beneficiando mais de 400 mil pessoas em 16 municípios da região Norte com energia mais limpa e de maior confiabilidade.

Segundo a companhia, no total será investido R$ 1,2 bilhão, retirando de operação 169 MW de plantas diesel, mais caras e poluentes, gerando uma economia anual de R$ 665 milhões. O valor é suficiente para implementar projetos de eficiência energética em cerca de duas mil escolas ou mil hospitais por ano. Quando o programa for concluído, 502 mil toneladas de CO2 deixarão de ser emitidas anualmente.

Descarbonômetro

O  Grupo Energisa está lançando o Descarbonômetro, um monitor online que permite acompanhar hora a hora a redução da emissão de gases de efeito estufa decorrente do maior programa de desligamento de usinas termelétricas do país.

A Energisa informou que no Descarbonômetro é possível acompanhar a quantidade de CO2 evitado, as plantas desativadas, a potência descomissionada e o custo evitado, entre outras informações, detalhadas por localidade atendida na Amazônia.

Com informações do Canal Energia

 

Deixe seu comentário
Publicidade