TJRO analisa Adin sobre decreto que trata do licenciamento da atividade de lavra de ouro em rios

25
Proprietários de dragas costumam operar no garimpo depois das 18 horas, quando não existe fiscalização

O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia (TJ-RO) começou a analisar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin)  contra quatro artigos do Decreto 25.780/21, assinado pelo governador Marcos Rocha (União Brasil), que trata do licenciamento ambiental da atividade de lavra de ouro no Estado de Rondônia.

A Adin foi movida pelo Ministério Público do Estado de Rondônia (MP-RO) contra os artigos 7, 8, 9 e 18 do decreto Decreto.n°-25780.-licenca-ambiental. A Adin começou a ser analisada na sessão de ontem (02/05) do TJ, mas o desembargador Jorge Leal apresentou pedido de vista para analisar melhor a matéria.

O procurador do Ministério Público do Estado de Rondônia, Ivanildo de Oliveira, ao se manifestar sobre o pedido, disse que o assunto já foi julgado inconstitucional pelo TJ-RO em 2018. “Estamos retrocedendo em material ambiental”, afirmou.

Ele disse que o mercúrio causa prejuízo a saúde da população quando ele vai para o leito do rio. “O mercúrio que é jogado no leito dos rios da Amazônia é ingerido pelo peixe, que é consumido pela população da capital e ribeirinha”, disse Ivanildo, acrescentando que não foi feito um estudo prévio para elaboração do decreto e que o objetivo do mesmo foi atender apenas uma cooperativa de garimpeiro, a Minacop.

Certidão ambiental

Cada draga ou balsa autorizada a operar nas áreas objeto da licença devem ter certidão ambiental de regularidade emitida pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam). As dragas e balsas também devem, segundo o documento, estar cadastradas na Capitania dos Portos ou Marinha do Brasil.

O documento ainda revogou o decreto n° 5.197, de 29 de julho de 1991, que proibia extração de minério ou garimpagem no Rio Madeira, compreendido pela Cachoeira Santo Antônio e a divisa interestadual de Rondônia com Amazonas.

Ao assinar o decreto em 2021, o governador Marcos Rocha comemorou nas redes sociais a medida.

Rondônia
Marcos Rocha comemora regulamentação de atividades garimpeiras em Rondônia — Foto: Reprodução/Facebook

Fonte: Redação

 

 

Deixe seu comentário
Publicidade