Seu bolso: Tarifas de energia poderão ter alta média de 19% em 2022

18

TR Soluções estima que as tarifas de energia poderão ter alta média de 19% em 2022. A previsão vale para os consumidores de todo o país, considerando as 53 concessionárias de distribuição de energia elétrica. As projeções foram calculadas por meio do Serviço para Estimativa de Tarifas de Energia, plataforma da empresa que, há uma década, reproduz os cálculos tarifários de acordo com os procedimentos definidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica, incluindo parâmetros como condições do mercado da distribuidora, contratos de energia e variação do dólar.

De acordo com o diretor de Regulação da TR Soluções, Helder Sousa, a maior parte do aumento – 12 pontos percentuais – se deve ao déficit da Conta Bandeiras a ser considerado em cada processo tarifário individual de 2022, o que representa a diferença entre as despesas de responsabilidade das bandeiras e as receitas decorrentes de seu acionamento e do prêmio de repactuação do risco hidrológico dos contratos regulados na modalidade quantidade. Ainda segundo ele, a variação se deve ao fato de que as bandeiras tarifárias não estão sendo suficientes para cobrir os custos associados à geração térmica e ao risco hidrológico: a projeção indica que o saldo da conta nos eventos tarifários de 2022 deve representar um déficit de R$ 17,8 bilhões.

A variação das tarifas também deve ser pressionada por custos atrelados à geração térmica relativos aos contratos por disponibilidade. Além disso, a inflação deve afetar as contas de luz, principalmente no caso das empresas cujos processos tarifários se dão no primeiro semestre.

Fonte: Canal Energia

Deixe seu comentário
Publicidade