Setor importante para mover a engrenagem da economia

7

SOLANO FERREIRA

Não há dúvida de que o turismo foi um dos mais impactados pela pandemia do novo coronavírus no Brasil e no mundo. Por ser uma atividade econômica que depende — e muito — da movimentação das pessoas, o setor tem buscado oxigênio sobressalente para respirar um pouco depois de ter sido atingido em cheio pelo tsumani da Covid-19.

Com o fechamento de hotéis, pousadas, restaurantes, parques, cruzeiros, viagens, acampamentos, trilhas ecológicas e afins, a Confederação Nacional do Comércio de Bens Serviços e Turismo (CNC) estima que até agosto do ano passado, aproximadamente 50 mil empresas do setor fecharam as portas ao serem afetadas pela pandemia.

O saldo negativo no período equivale a 16,7% do número de empresas com vínculos empregatícios nas atividades de turismo verificadas antes da pandemia. A CNC calcula também que, em sete meses (de março a setembro), o turismo no Brasil teve um R$ 207,85 bilhões. Números do Caged apontam que foram eliminados 481,3 mil postos formais de trabalho, só nos seis primeiros meses seis de pandemia. Os mais atingidos foram os segmentos de agências de viagens (-26,1%) e de hotéis, pousadas e similares (-23,4%).

Rondônia não foi exceção. Depois de uma arrecadação de mais de R$ 8 milhões em 2019, para 2020, a Secretaria de Finanças (Sefin) projeta prejuízo para o setor, levando-se em consideração que a taxa de ocupação nos hotéis locais não conseguiu ficar acima dos 20% com o recrudescimento da pandemia. Alguns, inclusive, chegaram a reduzir seu quadro de pessoal em até 70%.

Mas como fênix ressurgindo das cinzas, o setor ensaia uma retomada, ancorado nos programas que o estado lança neste ano para fomentar o setor. Um deles é o “Viaja Mais Servidor”. A iniciativa visa estimular e promover o potencial turístico do Estado e aposta no lançamento de cinco e-books para atingir esse objetivo, além de outras ações pontuais.  

É, sem dúvida, uma medida importante por ser o turismo uma indústria limpa, que não polui e agrega valor à economia. Fomentar o turismo é uma ação necessária para se colocar em movimenta a engrenagem da economia, a fim de que os efeitos da pandemia não sejam tão danosos por aqui.

O AUTOR É JORNALISTA E EDITOR

Deixe seu comentário
Publicidade