Seagri abre inscrições para o 6º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia

A classificação das amostras será realizada por técnicos indicados pela Agência de Defesa Sanitária, Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron)

2

Os cafeicultores interessados em participar do 6º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia (Concafé), maior concurso de café robusta do Brasil, já podem realizar a inscrição e concorrer a R$ 346.800 mil em prêmios. O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), abriu na segunda-feira (31) as inscrições para o concurso que seguem até 13 de agosto de 2021. A cerimônia de premiação está prevista para acontecer no dia 5 de novembro.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas on-line, pelo site da Seagri (http://www.rondonia.ro.gov.br/seagri/concafe-2020/) e em todos os escritórios da Entidade de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) nos 52 municípios de Rondônia. A ficha de inscrição segue anexa ao regulamento e deve ser preenchida.

Conforme consta no edital, o produtor deve entregar uma amostra representativa do lote de café participante, com o volume de 3 kg de café pilado, onde deverá estar acondicionada em embalagem de saco plástico transparente, identificada com o nome completo do produtor, Cadastro de Pessoa Física (CPF), telefone de contato e município.

O participante também deve disponibilizar em sua propriedade ou armazém um lote contendo no mínimo cinco sacas de 60 kg de café pilado, homogêneo e equivalente à amostra inscrita neste concurso, e cada participante só poderá inscrever uma amostra (lote) de café, mesmo que possua mais de uma propriedade/lavoura.

Sobre os critérios de avaliação da qualidade do café, todas as amostras inscritas no concurso serão recepcionadas pela organização e passarão por um processo de triagem, em que serão codificadas, com a finalidade de manter em sigilo as informações de origem e nome dos produtores inscritos.

A classificação das amostras será realizada por técnicos indicados pela Agência de Defesa Sanitária, Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron). As amostras poderão enquadrar-se até, no máximo, o tipo 6 (86 defeitos). Já o teor de umidade deverá estar entre 11 e 13%. Nesta edição de 2021, a avaliação de sustentabilidade consistirá somente na aplicação de um formulário contendo questões eliminatórias e classificatórias.

Fonte: Secom

Deixe seu comentário
Publicidade