Restauração da BR-319 promete trazer benefícios aos criadores de peixes

“Precisamos da ajuda dos nossos governantes e das nossas autoridades para conseguirmos a autorização para a restauração completa da BR-319"

3
Postos de fiscalização na BR-319 representam um incremento significativo da presença do estado na região para o combate a ilícitos ambientais

O anúncio de asfaltamento de 50 quilômetros da BR-319, que liga as cidade de Porto Velho e Manaus, repercutiu de forma positiva entre piscicultores rondonienses, pois o estado vizinho é um dos principais destinos do peixe cultivado em Rondônia.

O vice-presidente da Associação de Criadores de Peixes de Rondônia (Acripar), Edson Sápiras, destacou que a ligação terrestre entre os dois estados deve garantir ainda mais qualidade ao pescado rondoniense que chega à mesa dos manauaras, pois o transporte rodoviário irá encurtar o tempo entre a despesca nas fazendas rondonienses até o desembarque em Manaus.

Sápiras também enfatizou que o asfaltamento desses 50 quilômetros, autorizados pela Justiça Federal, ainda não é a restauração completa da BR-319, mas é uma sinalização do compromisso de tornar a rodovia trafegável.

“Precisamos da ajuda dos nossos governantes e das nossas autoridades para conseguirmos a autorização para a restauração completa da BR-319, pois esse corredor vai beneficiar os dois estados, e assim vamos conseguir levar de forma mais ágil os alimentos produzidos aqui em Rondônia, como também vamos conseguir trazer os produtos industrializados na zona franca de Manaus”, destaca.

Entenda o caso

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Ministério da Infraestrutura (MInfra) receberam, na quarta-feira (7), autorização da Justiça Federal para realizar as obras de repavimentação e de reconstrução de 52 quilômetros na BR-319 (AM), no lote C (ou lote Charlie), entre os km 198 e 250.

O departamento realizou a contratação de projeto e obra no final do ano passado e avança na elaboração dos projetos, com a expectativa de iniciar as obras ainda em 2021. (A.I.)

Fonte: AI

Deixe seu comentário
Publicidade