Relações Exteriores é acionado para repatriar corpo de rondoniense que morreu no deserto dos EUA

26
A técnica em enfermagem, Lenilda Oliveira

O senador Confúcio Moura (MDB-RO) pediu ao Senado que acione o Ministério das Relações Exteriores, para encontrar uma maneira de repatriar o corpo da brasileira Lenilda Pereira de Oliveira, que morreu de fome e sede no deserto, nos Estados Unidos, quando tentava entrar ilegalmente naquele país a partir do México.

O parlamentar lembrou que Lenilda, de 50 anos, era moradora da cidade de Vale do Paraíso, no Estado de Rondônia e perdeu a vida ao ser deixada para trás, no calor intenso do deserto, pelo grupo de brasileiros, conduzidos pelos chamados “coiotes”, por não conseguir acompanhar os demais com a mesma velocidade, disposição e força.

Confúcio relatou que a brasileira, com o celular, ainda conseguiu pedir socorro e mandar a localização. Depois de cinco dias de buscas pela patrulha de fronteira, ela foi encontrada morta.

— Agora, a família, lá de Rondônia, me encaminhou um pedido para que eu interviesse junto ao Ministério das Relações Exteriores, em nome do Senado, para a repatriação do corpo da mãe.

LEIA AINDA:

 

Fonte: Agência Senado

Deixe seu comentário
Publicidade