PSD poderá ter Expedito Júnior ao Senado mesmo sem apoio do Planalto

90
Encontro regional do PSD, ocorrido em Cacoal

O PSD poderá ter Expedito Júnior candidato ao Senado Federal mesmo sem o apoio do Palácio do Planalto, informou uma fonte ao site durante encontro regional da legenda ocorrido em Cacoal no sábado (18/06).  O evento teve a participação de Gilberto Kassab, presidente nacional da sigla.

Os resultados das últimas pesquisas eleitorais e o número elevado de candidaturas ao Senado em Rondônia favoreceram esse entendimento da cúpula partidária. Em Rondônia estão na corrida a única vaga ao Senado os seguintes pré-candidatos: Benedito Alves (PDT), Daniel Pereira (SD), Jaime Bagattoli (PL), Jaqueline Cassol (PP), Léo Fachin (Avante) e Mariana Carvalho (Republicanos).

Expedito Júnior, que já ocupou o cargo de senador, poderia ser favorecido com a homologação de seis candidaturas ao Senado.

Jaime Bagattoli, segundo apurou o site, não é o candidato favorito ao Senado dentro do PL e muito menos simpático a família Bolsonaro. Já a pré-candidatura de Mariana Carvalho poderá ter o apoio do Palácio do Planalto, o que no entendimento de lideranças do PSD não representaria ameaça ao projeto de Júnior ao Senado.

Fonte: Redação Valor&MercadoRO

Deixe seu comentário
Publicidade