Operação da PF apura fraudes na regularização de propriedades rurais

6

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (9), a Operação “Julius Caesar”, visando o combate a grilagem de terras no Estado de Rondônia.

As investigações apontaram fraudes no processo de regularização fundiária de Gleba Pública Federal, localizada na área rural dos Municípios de Pimenteiras do Oeste e Cerejeiras. O esquema criminoso utilizava-se de “laranjas” e falsificação de documentos para fins de obtenção indevida de títulos de domínio rurais e posterior aquisição da propriedade por grandes empresários.

Na ação desta quinta, cerca de 70 policiais federais cumprem 19 mandados de busca e apreensão e sequestro de bens, em residências e empresas localizadas nos municípios de Vilhena, Pimenta Bueno, Cerejeiras, Ji-Paraná, Porto Velho, Guajará-Mirim e Campos de Júlio/MT. Todos os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Vilhena.

Foram, ainda, determinados o sequestro de duas fazendas avaliadas em mais de R$ 278 milhões, assim como a indisponibilidade de valor equivalente a quase R$ 125 milhões.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de estelionato em detrimento da União (artigo 171, §3º, do Código Penal), falsidade ideológica (artigo 299 do Código Penal) e de invasão de terras da União (artigo 20 da Lei nº 4.947/66), cujas penas somadas ultrapassam 14 anos.

O nome dado a Operação faz alusão a Julio César (Julius Caesar), o maior conquistador de terras do Império Romano.

Fonte: PF

Deixe seu comentário
Publicidade