MP abre inquérito para investigar indícius de irregularidades na coleta de lixo hospitalar do Estado

O caso já foi alvo de uma série de denúncias no ano passado no plenário da Assembleia Legislativa de Rondônia.

57

O contrato firmado entre a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e a empresa Amazon Fort Gestão e Soluções Ambientais Ltda, é alvo de investigação pelo Ministério Público do Estado, que através da 7º Promotoria de Justiça, instaurou inquérito no último dia 7 de junho.

De acordo com a portaria assinada pelo promotor de Justiça Geraldo Henrique, o órgão estadual de fiscalização está apurando possível superfaturamento e irregularidades na execução dos serviços de coleta interna e externa, tratamento e destinação final dos resíduos de serviços de saúde – RSS, produzidos nas unidades de Saúde do Estado.

O caso já foi alvo de uma série de denúncias no ano passado no plenário da Assembleia Legislativa de Rondônia. Segundo os deputados, a Renovação de contrato emergencial no valor de R$ 6 milhões para coleta do lixo hospitalar será denunciado no Ministério Público.

LEIA AINDA

MP do Acre denuncia Amazon Fort após prisão de gerente da Fundhacre por descaso com lixo hospitalar

Fonte: Redação

Deixe seu comentário
Publicidade