Marcos Rogério fala em votar na terça-feira, 15, MP da Eletrobras

Rogério afirmou, ao sair de reunião com o ministro Bento Albuquerque, que espera que o relatório seja votado no mesmo dia em plenário.

8

Depois de receber cálculos do Ministério de Minas e Energia apontando redução nas tarifas do consumidor com a aprovação da MP da Eletrobras, o senador Marcos Rogério (DEM) afirmou que pretende apresentar o texto final da matéria no máximo até terça-feira, 15 de junho. Rogério afirmou, ao sair de reunião com o ministro Bento Albuquerque, que espera que o relatório seja votado no mesmo dia em plenário.

Em outro encontro na última terça-feira, 8, com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o parlamentar anunciou que apresentaria o texto da MP ainda esta semana, para que ele pudesse ser votado na quinta-feira, ou, no mais tardar, no início da semana que vem.

Em nota divulgada hoje, o MME afirma que o texto original da MP 1031 e as polêmicas alterações feitas pela Câmara dos Deputados promoverão uma redução na tarifa do consumidor do mercado regulado entre 5,10% e 7,4%. Questionado sobre quando ocorreria a redução, Albuquerque respondeu que espera que isso aconteça a partir de 2022.

Marcos Rogério destacou que muitos números foram apresentados por diferentes atores apontando aumento de custos para o consumidor, mas os cálculos do ministério vão na direção oposta, mostrando redução. O senador repetiu que o momento é de colher contribuições dos senadores e de associações setoriais para construir um texto de consenso. Um texto que, segundo ele, “seja a cara do Senado.”

O parlamentar prometeu analisar as emendas que forem propostas e garantiu que não há nenhum ponto fechado, nem definição por parte do relator do que será incluído ou não projeto de conversão da MP no Senado. Voltou, porém, a deixar claro que não pretende fazer grandes alterações no  texto do deputado Elmar Nascimento (DEM-BA), que já afirmou ter maioria para rejeitar na Câmara qualquer modificação feita pelos senadores. “Temos um sistema bicameral. É preciso, numa matéria como essa, ter convergência dos textos. Meu esforço é ouvir os senadores e também conversar com a Câmara dos Deputados”, disse Rogério.

Fonte: Canal Energia

Deixe seu comentário
Publicidade