ICMBio aprova plano de manejo da Floresta Nacional do Bom Futuro

11
Floresta Nacional do Bom Futuro, está localizada em Rondônia, e possui uma área de 100.075,13 hectares

Da redação – O presidente do Instituto Chico Mendes de Conversação da Biodiversidade (ICMBio), Homero de Gioger Cerqueira, aprovou o Plano de Manejo da Floresta Nacional do Bom Futuro, em Rondônia. A portaria foi publicada na edição de hoje (13) do Diário Oficial da União.

O texto completo do Plano de Manejo da Floresta Nacional do Bom Futuro, pode ser impresso e em meio digital, na sede da Unidade de Conservação e no site do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, na internet. O Plano de Manejo da Floresta Nacional do Bom Futuro foi aprovado pelo Comitê Gestor do ICMBio.

Os arquivos digitais, em formato shapefile e kml, com os limites das zonas de manejo da UC serão disponibilizados no portal do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade na rede mundial de computadores.

Conforme com a Lei 9.985/2000, do Sistema Nacional de Unidade de Conservação da natureza (SNUC), o Plano de Manejo é um documento técnico, no qual estabelece o zoneamento e as normas que devem presidir o uso da área e o manejo dos recursos naturais, inclusive a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da UC. O plano de manejo é uma ferramenta que serve para decisão de manejo e planejamento de UC. No Plano está descrito a missão da UC, com seus propósitos e suas significâncias, seus recursos, os seus valores fundamentais para interpretação ambiental

Histórico de invasões

A Flona do Bom Futuro, unidade de conservação federal sob a gestão do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), vem sofrendo desde outubro de 2018, ataques de organizações criminosas, comandadas por grileiros especializados em invadir áreas protegidas, que visam lucros com o furto de madeira e posterior loteamento na unidade de conservação, que foi criada em junho de 1988.

Deixe seu comentário
Publicidade