Hospital de Campanha da Zona Leste é insalubre e não atende a legislação da Enfermagem

Desde o mês de setembro de 2020, o Coren-RO vem fiscalizando a unidade.

237
Hospital de Campanha da Zona Leste de Porto Velho entregue recentemente pelo governo do Estado

Com o processo de número 1004473-31.2021.4.01.4100, o Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) entrou com ação civil pública contra o Governo do Estado para providências urgentes quanto à contratação de profissionais de Enfermagem. A ação foi ajuizada na 2ª Vara Federal Cível da Seção Judiciária de Rondônia.

Segundo consta no processo, o Hospital de Campanha da Zona Leste de Porto Velho (CERO), não atende às exigências mínimas da legislação referente à Enfermagem, representando considerável risco à sanidade da prestação do serviço para o tratamento e cura dos pacientes. A instituição é voltada ao atendimento de pacientes com COVID-19.

Desde o mês de setembro de 2020, o Coren-RO vem fiscalizando a unidade, constatando em janeiro deste ano a deficiência de equipe técnica para atender aos pacientes intubados, além da insalubridade no ambiente hospitalar.

“Há sobrecarga de trabalho, ocasionando excesso de serviço às equipes, com longas e exaustivas jornadas laborais, situação que sobrecarrega e compromete o estado biopsicológico do profissional”, narra a ação em juízo.

Apenas dois técnicos atendiam uma ala com até oito pacientes graves com Covid-19. A equipe de fiscalização do Coren encontrou pacientes intubados com larvas na boca, caracterizando um cenário totalmente contrário à assistência e tratamento à saúde das pessoas internadas naquele setor, uma violação à dignidade humana. Medicamentos vencidos também foram encontrados entre os frascos a serem ministrados aos pacientes.

Fonte: Coren

Deixe seu comentário
Publicidade