Hildon Chaves anuncia compra direta de 400 mil doses de vacina contra a Covid-19

Até o momento, 15 mil profissionais da saúde, incluindo trabalhadores que lidam diretamente com pacientes suspeitos ou com casos já confirmados da Covid-19

20
O prefeito Hildon Chaves, de Porto Velho, durante anúncio da compra de 400 mil doses de vacina

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, anunciou nesta sexta-feira (12) a compra direta de 400 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19. A fabricante deu um prazo de 25 a 30 dias para a entrega das doses em Porto Velho. Ao todo, R$ 20 milhões serão investidos para a compra das vacinas, do total, R$ 16 milhões são recursos próprios da Prefeitura, e o restante (R$ 4 milhões) são resultados de emenda parlamentar da bancada federal.

“São recursos do orçamento municipal, das economias, do combate ao desperdício e à corrupção. Recursos de uma gestão eficaz”, afirmou o prefeito.

A vacina da Oxford/AstraZeneca necessita de duas doses, aplicadas num intervalo de 90 dias. Com isso, a expectativa é imunizar cerca de 200 mil pessoas, o que corresponde a quase metade da população de Porto Velho, hoje estimada em 530 mil habitantes.

Hildon Chaves anunciou que a aplicação das vacinas começará imediatamente após o recebimento das doses e que o Município envolverá todos os esforços para imunizar as 200 mil pessoas no prazo de dez dias.

A aquisição das doses chega após decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STF) que passou a permitir que Estados e Municípios comprem as doses diretamente com os laboratórios fabricantes. A permissão surge no cenário de envio insuficiente das doses por parte do Governo Federal.

Até o momento, 15 mil profissionais da saúde, incluindo trabalhadores que lidam diretamente com pacientes suspeitos ou com casos já confirmados da Covid-19, e 3,5 mil idosos já receberam, ao menos, a primeira dose da vacina contra a Covid-19, no Município. Com a aquisição das novas vacinas, o número de imunizados na capital deverá ser 20 vezes maior que o cenário atual.

“A maioria dos estados hoje passa por uma situação de colapso na saúde, mas nessa manhã acende-se uma luz de esperança de dias melhores e de retorno à normalidade em Porto Velho”, finaliza o prefeito.

Fonte: Secom

Deixe seu comentário
Publicidade