Governador descarta possibilidade de fechar fronteira em Rondônia

8

O governador de Rondônia Marcos Rocha descartou a possibilidade de fechar a fronteira do Estado com a Bolívia em decorrência de uma suposta variante do coronavírus. “Isso é competência do governo federal e o que a União decidir será acatado”, afirmou o governador em entrevista à TV Allamanda, de Porto Velho.

Vários municípios de Rondônia fazem divisa com a Bolívia. Guajará-Mirim, na fronteira de Rondônia com a Bolívia, é a cidade com o maior número de fluxo de bolivianos ingressando no Brasil.

O governador do Acre, Gladson Cameli, solicitou ao do Ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o fechamento da fronteira do Acre com o Peru e a Bolívia.

No Acre, as Forças de Segurança Pública já trabalham num plano de contenção caso a União não tome uma atitude rápida. Homens do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) já estão mobilizados na região do Alto Acre no aguardo do aval do governador Gladson Cameli para fechar a fronteira por conta própria, para impedir a entrada de centenas de bolivianos e peruanos que atravessam o Acre diariamente em busca de atendimento médico contra a covid-19, fazendo com o que o Sistema de Saúde fique sobrecarregado, motivo que a região se encontra na faixa vermelha, na classificação de risco da pandemia do novo coronavírus.

Pelas redes sociais, Cameli afirmou estar preocupado com o avanço da nova variante do coronavírus. “Por isso, em conversa por telefone com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, solicitei o apoio da União para o imediato fechamento das fronteiras e divisas do Estado Acre. Infelizmente, os nossos vizinhos estão passando por momentos difíceis e estamos fazendo tudo que é possível para evitar que isso também aconteça no Acre. Queremos fechar nossas fronteiras até que a situação se amenize. Nossa prioridade é salvar vidas e continuaremos com o mesmo empenho até o último dia dessa pandemia. O ministro assegurou que dará uma resposta ao nosso pedido”, disse.

Fonte: Redação e Ac24horas

Deixe seu comentário
Publicidade