Filiação de Marcos Rocha no Patriota já gera disputa interna pelo controle da legenda

Em janeiro do ano passado, Chrisóstomo, comandou em Rondônia, ao lado do advogado Luis Felipe Belmonte, a construção do "Aliança pelo Brasil"

24
O pecuarista Jaime Bagato, deputado federal coronel Chrisóstomo e o advogado Luis Felipe Belmonte, durante lançamento do "Aliança pelo Brasil"

A filiação do governador de Rondônia, Marcos Rocha, ao Patriota, ainda não foi oficializada, mas um clima começou a esquentar nos bastidores políticos por conta do controle da legenda no Estado. O desconforto interno seria por conta da possibilidade do deputado federal coronel Chrisóstomo assumir o comando da sigla em Rondônia, comandada hoje pelo deputado estadual Marcelo Cruz.

A temperatura esquentou após a notícia de que o Presidente Jair Bolsonaro se filiará ao Patriota. Segundo apurou o site valoremercadoro.com.br, a filiação de Rocha ocorrerá no mesmo dia do ingresso de Bolsonaro na legenda, em ato programado para acontecer em Brasília. Coronel Chrisóstomo é aliado de Bolsonaro e crítico de Rocha.

Em janeiro do ano passado, Chrisóstomo comandou em Rondônia, ao lado do advogado Luis Felipe Belmonte, a construção do “Aliança pelo Brasil”, um novo partido que seria criado para abrigar Bolsonaro. O encontro teve apoio total do presidente e foi articulado em Brasília com o empresário e pecuarista Jaime Bagato.

Rocha evitou, na época, participou do evento de criação da nova sigla, mas assistiu a transmissão ao vivo pelo facebook ao lado do chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, afastado temporariamente do governo por decisão da Justiça.

Fonte: Valoremercadoro.com.br

 

Deixe seu comentário
Publicidade