Faltam ações mais duras para para conter irresponsáveis

Medidas brandas como campanhas educativas já se mostraram ineficientes e insistir nelas é um erro

4

SOLANO FERREIRA

Não é possível entender porque o governo do estado ainda não tomou medidas mais duras contra quem está constantemente desobedecendo as medidas restritivas usadas no combate à pandemia do novo coronavírus. Se o próprio estado já detectou que o aumento dos casos de covid-19 em Rondônia está diretamente ligado às festas clandestinas, as aglomerações e ao desrespeito às medidas de prevenção decretadas pelo governo, porque ninguém ainda foi preso e multado — e a multa não pode ser branda — por colocar em risco a vida de outras pessoas.

Após um ano de pandemia e quatro mil mortos, é preciso radicalizar como os irresponsáveis que burlam as medidas necessárias para evitar a proliferação do vírus. Alguns ainda ficam postando essa irresponsabilidade em redes sociais debochando da cada de todos e principalmente das autoridades.

Se para eles quatro mil mortes é pouco, então é preciso endurecer as ações. Só ficar em notificações não vai surtir efeito nenhum. Tem que multar, fazer esses irresponsáveis sentir no bolsa. Tem que prender para que eles saibam respeitar a vida alheia nem que seja a força.

Medidas brandas como campanhas educativas já se mostraram ineficientes e insistir nelas é um erro. Só reclamar da atitude desses irresponsáveis, incentivados por campanhas negacionistas, também não achatar a curta de casos e de mortes provocadas pela covid-19.

Se eles não têm amor a própria vida e a de seus familiares, então que o poder público os forcem a respeitara a vidas dos outros, já que pacificamente nenhuma medida surtiu efeito contra esses irresponsáveis.

O AUTOR É JORNALISTA

Deixe seu comentário
Publicidade