Ex-marido ficará preso por tempo indeterminado por assassinato de juíza

9

A Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante do engenheiro Paulo José Arronenzi, de 52 anos, acusado de assassinar a ex-mulher, a juíza Viviane Arronenzi, na tarde da véspera de Natal (24.dez.2020), na presença das 3 filhas do casal. A audiência de custódia terminou às 15h07 dessa 6ª feira (25.dez). A decisão é da juíza Monique Brandão.

Paulo Arronenzi já está na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, zona norte do Rio de Janeiro, entrada dos presos no sistema penitenciário. Depois de uma triagem, o réu será encaminhado a um presídio do Estado, onde ficará à disposição da Justiça, aguardando julgamento.

Fonte: Poder360

Deixe seu comentário
Publicidade