Empresa denúncia pregão eletrônico do aterro sanitário de Ji-Paraná

615

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) recebeu Procedimento Apuratório Preliminar (PAP), em representação, formulada pela empresa MFM Soluções Ambientais e Gestão de
Resíduos LTDA, em face do pregão eletrônico realizado pela Prefeitura de Ji-Paraná, cujo objeto visa à contratação de empresa especializada para recepção e disposição final dos resíduos sólidos domiciliares e comerciais coletados pelo serviço público na zona urbana,
rural e distritos do município de Ji-Paraná-RO em aterro sanitário portando licenciamento ambiental da SEDAM, ao custo estimável de R$ 4.1 milhões.

Na peça vestibular, a representante alega que apresentou vários questionamentos ao pregoeiro (via e-mail), no sentido de esclarecer as falhas existentes no edital,
entretanto, não obteve resposta e as impropriedades não foram sanadas, mesmo assim, a licitação teve seu prosseguimento normal, o que por si implica na
suspensão do certame, vez que os questionamentos são vinculantes e afetam a todos os licitantes.

Fonte: Valoemercadoro

 

Deixe seu comentário