Desembargador diz que ‘mulheres estão loucas atrás de homens’, no PR

20

desembargador Luís César de Paula Espíndola disse que  “as mulheres estão loucas atrás de homens”, quando participava de uma sessão da 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), na última quarta-feira (3). Espíndola preside o órgão da Corte paranaense que julgava um caso de assédio de um professor a uma menina de 12 anos, arquivado por falta de provas.

“Quem tá assediando, quem está correndo atrás de homem são as mulheres. […] A mulherada tá louca atrás do homem e louca para levar um elogio, uma piscada, uma cantada educada”, declarou o desembargador, na sessão que era transmitida pelo canal do TJ-PR no YouTube.

Em nota divulgada ontem (4), o TJ-PR afirmou que não compartilha de qualquer opinião que possa ser discriminatória ou depreciativa, nem endossa os comentários do desembargador Espíndola. A Corte do Paraná disse ter aberto investigação preliminar, com base na Resolução 135 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). E o magistrado poder ser punido disciplinarmente com advertência, censura, remoção compulsória, disponibilidade, aposentadoria compulsória e até demissão.

Fonte: Diário do Poder

Deixe seu comentário