Deputado de Rondônia faz ‘barraco’ em audiência pública na Câmara Federal

40
Audiência foi encerrada após princípio de confusão após a fala de deputado Coronel

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, deputado Carlos Veras (PT-PE), decidiu encerrar a audiência pública ocorrida nesta quarta-feira (24) com a presença do ministro da Justiça Anderson Torres, em razão de um início de tumulto envolvendo deputados governistas e lideranças indígenas presentes na comissão. Torres foi convidado para falar sobre a morte de duas crianças Yanomami em 12 de outubro passado, supostamente vítimas de dragas instaladas por garimpos ilegais na Terra Indígena Yanomami em Roraima.

A confusão aconteceu logo após a fala do deputado Coronel Chrisóstomo (PSL-RO), ao afirmar que as crianças não morreram em razão do garimpo ilegal – teria sido um acidente, segundo ele – e que o governo Bolsonaro vem investindo na melhoria de vida dos povos indígenas. “Os Yanomami em situação de vulnerabilidade não são deixados para trás. Esse é o governo Bolsonaro”, afirmou.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Deixe seu comentário
Publicidade