Banco Central anuncia Pix por aproximação no Brasil; entenda a mudança e veja prazos

21
Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil

Em um anúncio nesta quinta-feira (4/7), o Banco Central (BC) juntamente com o Conselho Monetário Nacional (CMN) divulgou a implementação de novas regras que prometem revolucionar o sistema de pagamentos instantâneos no Brasil. A novidade maior é o pagamento por aproximação utilizando o Pix, uma funcionalidade aguardada com grande expectativa pelo mercado e pelos consumidores.

Esta inovação, além de trazer maior comodidade, reduzirá custos tanto para os usuários quanto para o sistema financeiro. Estas mudanças, que devem entrar em vigor a partir de fevereiro de 2025, também incluem a possibilidade de realizar pagamentos online diretamente nas plataformas de compras, sem a necessidade de sair do ambiente online.

Atualmente, o Pix já é um sistema consolidado que facilita transferências e pagamentos imediatos. Com as novas alterações, espera-se que a funcionalidade de pagamento por aproximação integre o Open Finance. Esse sistema permite que dados bancários e transações de um cliente sejam acessíveis por diversas instituições financeiras, fomentando competitividade e, potencialmente, oferecendo melhores condições e serviços aos consumidores.

De acordo com informações do BC, as novas normativas expandirão o alcance de instituições participantes do ecossistema do Open Finance. Isso inclui entidades importantes em áreas como investimentos e câmbio. Estima-se que cerca de 95% dos usuários do Sistema Financeiro Nacional serão afetados positivamente, ampliando assustadoramente a base de clientes que podem se beneficiar desta inovação.

Quais são as expectativas para o mercado e consumidores com estas mudanças?

  • Aumento da concorrência: Com mais instituições operando sob o sistema do Open Finance, haverá maior competição, o que é excelente para os consumidores finais.
  • Redução de custos: A eficiência aumentada e a concorrência ajudarão na redução de custos para os usuários.
  • Facilidade de uso: Pagamentos por aproximação simplificam transações, tornando-as mais rápidas e seguras.

Essas melhorias representam um grande passo no compromisso contínuo do Banco Central em aperfeiçoar e modernizar os métodos de pagamento no Brasil, tornando o mercado financeiro cada vez mais dinâmico e acessível.

Fonte: Terra Brasil Notícias

 

Deixe seu comentário