Auxílio emergencial injeta mais de R$ 63 milhões na economia de Rondônia

193

Da reportagem local – Dados do Tribunal de Contas da União (TCU) revelam que até o momento 43,7 mil pessoas em Rondônia tiveram acesso ao auxílio emergencial concedido pelo governo federal durante a pandemia do Covid-19, segundo apurou a jornal eletrônico Valor&MercadoRO.  De acordo com o TCU, com o benefício já foram injetados no Estado pelo governo federal mais de R$ 63,4 milhões.

Os dados  apresentados pelo TCU  são produzidos pelo Ministério da Economia, mais especificamente, pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Relatório do TCU mostra ainda que a partir de abril deste ano, 9.253 requerimentos de seguro desemprego foram apresentados na Delegacia Regional do Trabalho após a pandemia do Covid-19. O setor mais atingido foi o comércio, seguido pelo serviço e indústria. Essas demissões geram um pagamento de R$ 53 milhões.

DIFICULDADE AO CRÉDITO

Empresários consultados pelo site Valor&MercadoRO disseram que os recursos injetados no Estado serviram para manter o equilíbrio financeiro do governo e prefeitura, que não foram impactados pela Covid-19. “Quem ficou no prejuízo foi o comércio, que teve que demitir funcionários. Os municípios não tiveram perda na arrecadação, uma vez que o governo federal socorreu as prefeituras. E quem socorre o empresário?”, questionou um empresário.

Outro empresário lamentou a falta de acesso ao crédito para socorrer as pequenas empresas. A empresária Berenice de Souza, que tem uma clinica odontológica na zona Norte de Porto Velho, disse que entrou com pedido de empréstimo junto ao BNDES e até o momento não teve parecer favorável. “Tive que reduzir o número de funcionários na empresa por conta da queda do número de pacientes”, afirmou.

Fonte: Valor&MercadoRO

Deixe seu comentário