ALE mantém pauta trancada em função de decreto que fecha comércio na capital e interior

58
Plenário da Assembleia Legislativa: Foto Diego Queiroz

A Assembleia Legislativa segue com a pauta de votações trancada em função do decreto governamental nº 25.049, de 14 de maio de 2020, que instituiu um novo Distanciamento Social nos municípios de Rondônia. “A decisão de não ter votação hoje em plenário é em solidariedade aos empresários, que estão enfrentando uma grande crise econômica e tiveram o comércio fechado em função do decreto”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes.

Nesta segunda-feira, o governador Marcos Rocha assinou um novo decreto nº 25.195, de 6 de julho de 2020. Para o presidente da Assembleia, esse novo decreto é um ato covarde aos prefeitos. “Municípios de pequeno porte não têm condições de criar leitos de  UTI. Essa competência é de responsabilidade do Estado. Quem fez esse decreto precisa conhecer a realidade. Transferir a responsabilidade do Estado para os pequenos municípios é um ato covarde”, afirmou.

“O que mais me deixa assustado é que as grandes redes de supermercados estão todos os dias lotadas. Em apenas um dia, a rede de supermercado Gonçalves teve o registro de 5 mil pessoas em apenas um dia. Que serviço essencial é esse? O maior local de transmissão do Covid-19 está concentrado nas grandes redes de supermercados. Enquanto isso, os pequenos comerciantes são penalizados. Estão matando CNPJs com esse novo decreto”, disse.

LEIA AINDA:

Marcos Rocha altera decreto que institui Distanciamento Social: veja as novas regras

Deixe seu comentário