A procura por crédito indica otimismo empresarial

10

SOLANO FERREIRA

O Indicador de Demanda das Empresas por Crédito da Serasa Experian, mostra que a busca pelo recurso financeiro teve alta de 16,1% no comparativo de setembro deste ano e o mesmo mês de 2020 (-3,3%). Todos os segmentos analisados apresentaram expansão, com destaque para o de Serviços, que teve um aumento de 22,4%. Com relação a análise por porte, as Micro e Pequenas Empresas (MPE) procuraram mais por crédito (16,4%) quando comparadas aos médios e grandes negócios

Essa retomada dos negócios após um grande período de isolamento social fez com que empresários buscassem mais por crédito para manterem suas empresas funcionando. O fato dos comerciantes estarem arriscando mais, revela o otimismo que o setor de varejo tem com o reaquecimento econômico. Essa busca tem a tendência inicial de socorrer o fluxo de caixa das empresas. O tempo que o comércio ficou fechado na pandemia causou descapitalização dos negócios, mas podem ser recuperados com tomadas de créditos vantajosos.

O crescimento da demanda por crédito foi maior na Região Sul (18,2%), seguida pelo Sudeste (16,2%), Norte (15,8%), Centro-Oeste (14,7%) e Nordeste (13,9%). Apesar da desproporcionalidade na economia per capita nas regiões brasileira, os índices de tomadas em recursos financeiros ficaram nivelados em proporção. Isso representa que o otimismo é geral no País representando assim a retomada proporcional da economia.

Para facilitar o crédito e dinamizar os negócios com as instituições financeiras alguns governos estão disponibilizando assessorias. O Sebrae também colocou em ação um serviço para orientar os empresários na busca de credito.

O AUTOR É JORNALISTA E EDITOR CHEFE DO DIÁRIO DA AMAZÔNIA

Deixe seu comentário
Publicidade